sábado, 9 de junho de 2012


calcinha da mamãe cont.




Para quem leu a introdução, agora vai a continuação do relato.
Eu meio nervoso olhando para todos os cantos, nunca havia sentido o cheiro de uma xaninha, Junior e Lucas mandando eu cheirar, minha mãe me olhando um pouco confusa, até que levei a parte da calcinha em que fica a xana ao nariz e disse:
-Não tem cheiro de nada, só do tecido mesmo.
-Você enrolou a gente tia(disse Lucas, muito inquieto).
-Deixa pra la(eu disse).
-De jeito nenhum, aposta é aposta, vamos fazer outro campeonato e a senhora mostra o lado de sua calcinha pra se é ela mesma.(Lucas).
Eu e meus primos sentados lado a lado ficamos esperando sua resposta, enquanto minha mãe ficava rindo em pé ao lado da tv, acho que gostando de brincar com três crianças no auge da punheta, quando fomos interrompidos por minha irmã:
-Mãe, estou com fome.
-Já volto garotos, vou pensar nessa proposta.(Mãe)
Ficamos tenso,esperando pela resposta, sabiamos que ela estava levando na brincadeira, até mesmo por ela está bêbada. Após uns 10 minutos ela retorna e diz:
-Ta bom, eu aceito, mas não vão falar nada a niguém e com uma condição, amanhã os adultos irão a uma festa e eu quero que vocês cuidem das meninas.
Quando ela termina de falar, abaixa um pouco de sua calça jeans (azul clara, de marca) de lado mostrando uma calcinha preta.
-Agente cuida delas, mas se a senhora nos enrolar de novo, vamos bagunçar a casa toda.( disse Lucas, todo animado com a nova chance, ele não queria nem saber se era tia ou mãe era um tarado e não respeitava ninguém).
-Comecem logo, vou ver se as meninas ja dormiram e beber um pouco de wisk.(mãe).
Começamos um jogo acirrado, eu com o Barcelona e Junior com o Milan, venci por 1 a 0, no outro jogo venci nos penaltis do Lucas, que saiiu indignado indo pegar escondido mais wisk. Junior que era o mais calmo só dizia que era uma covardia, pois jogava a muito mais tempo e que queria ver eu vencer ele em qualquer jogo de corrida. Quando chega minha mãe e logo atrás o Lucas.
-Quem venceu?(indagou minha mãe, chegou kmais bêbada que estava).
-Foi o Chico, esse sortudo. (Junior)
-Agora vai tirar ela(Lucas)
No que ele falou isso ela só fez se virar e saiu, chegando a tia Claúdia:
-Cadê a Amanda(minha mãe)?
-Foi no quarto.(eu)
-Diz pra ela que teu pai a chama.(tia)
-Tá bom, digo sim.(eu)
Depois de uns 10 minutos minha mãe retorna:
-Papai está lhe chamando.(eu)
-Cadê a calcinha?(Lucas)
-Ta aqui(falou isso tirando ela do bolso de trás da calça e me dando ela na mão), vou aqui e ja volto.
-Aproveita que ja venho buscar ela de volta.(mãe)
Quando num ato irracional levei a calcinha ao nariz. A coisa mais cheirosa do mundo. Tinha um cheiro de suor com xixi e uma cerinha branca. Quando sou interrompido por minha mãe:
-Ta cheirosa?
-Está.(falo isso muito timido, enquanto minha mãe ria, muito alterada)
-Ei tia agora mostra se você ta sem calcinha ou a senhora enrolou a gente de novo?( disse Lucas)
-Claro que botei outra.
-É só pra provar se é essa mesma.
Quando ele termina de falar minha mãe mostra que está usando uma calcinha branca. E olhando pra gente fala:
-Agora devolve minha calcinha.(falou olhando pra mim)
E antes de sair ela fala:
-Quem ganhar o próximo campeonato vai levar a calcinha que eu for pra festa amanhã, agora vão dormir que já ta muito tarde.
Quando nos reunimos no meu quarto, ficamos nos perguntando se ela falou aquilo era pelo efeito da bebida ou só para nos deixar animados e cuidar da casa enquanto eles saiam, até que chegou o sono por volta das 1 hora e fomos dormir. Quando da mais ou menos umas 10 horas tia Mariana chega fazendo barulho no quarto:
-Tá na hora de acordar meninos.(falou isso gritando)
Eu e junior nos levantamos, Lucas ainda ficou dormindo por causa da ressaca e por ter vomitado na noite anterior. Já estavam todos acordados, tomei a benção de todos e fui assistir tv e fiquei pensando comigo o sobre o que mamãe havia nos dito. Quando da umas 14 horas, papai recebe um telefonema de um amigo seu, o convidando para ir para seu sítio papai aceitando logo o seu convite e dizendo que iria levar a familia, quando minha mãe o lembra:
-Querido, não se esqueça da nossa festa.(era uma festa muito grande com várias bandas e mamãe não queria perde-la)
-Nós só vamos aquecer, não demoraremos muito e você já encontrou alguém que cuide das crianças?
-Os meninos dissseram que cuidarão delas e irão tomar conta da casa.(mãe)
-Garotada, vocês vão ficar aqui porque la no sítio só terá adulto.(tio Carlos, ele não gostava que seus anjinhos andacem nessas bebedeiras).
-Podem ir que eu, Júnior e Chico iremos fazer um campeonato.(Lucas fala isso olhando para minha mãe que dá um sorriso de safada)
Depois de umas meia hora eles saem, papai, mamãe, tio Bernado e tia Cludia na pajero de papai e tio Carlos e tia Mariana no corola de mamãe. Depois que eles sairam, fizemos um sorteio para ver qual o jogo iriamos jogar, futebol o corrida? Futebol foi o vencedor. após o sorteio Lucas levantou uma questão:
-Vocês virão o sorriso da tia Amanda quando falei no campeonato?(Lucas)
-Me desculpa Chico, mas ela tava com um sorriso de safada.(Júnior)
-Tu não tem coragem de comer ela não Chico?(Lucas)
Eu já gostando da brincadeira respondi:
-Tenho sim.
-Na próxima vez vou beber uns wisk, e vou dizer que quem vencer o próximo jogo ela bate uma punheta, ai se ela não gostar vocês dizem que é por que eu tô bêbado.(Lucas)
-Tá bom, pois vamos começar logo o jogo.(Júnior)
Quem venceu outra vez advinha? Eu.
Os cara ficaram revoltados e me pediram:
-Na hora que ela te der a calcinha tu passa ela pra gente também, que fui eu que dei a idéia.(Lucas)
-Nam, como tu disse, aposta é aposta, só o vencedor leva.(eu)
Passado umas horas, já estavamos inquietos, isso por volta das 19 horas, eles chegam já bêbados, minha mãe rindo a toa com minha tia Mariana, o que ainda estava mais normal eram os homens. Eu e os meninos estávamos no meu quarto, falandos sobre tudo(inclusive Lucas deu uma idéia, dizendo pra comermos as meninas, nem eu nem Júnior aceitamos), quando somos interrompidos por minha mãe:
-E ai quem venceu?(muito bêbada)
-Eu.(perdi toda a timidez)
-Só vou tomar um banho e já trago essa que to agora para os três.
-E o campeonato?(eu)
-Vai ser a da festa, ela é especial e é só pra você, não é campeão?
-Não é justo esse campeonato, quero ver o Chico me vencer em jogo de corrida.(Júnior)
-Tá bom na próxima vez vai ser corrida.(mãe)
Quando ela termina de falar ela sai rindo, retornando depois de uns 30 minutos, trazendo a calcinha enrolada numa toalha de mão e entrega para o Lucas, que já havia bebido 3 copos de wisk(escondido):
-Tá ai divirtam-se, essa é de vocês(mãe)
-Podemos ficar com ela?(Júnior)
-É claro idiota.(Lucas, falou já cheirando a calcinha e passando a pro Júnior)
-Mais tarde você vai ganhar a sua.(falou isso olhando pra mim)
Quando ela ia saindo, Lucas se levanta da cama e tentando pegar na xana de minha mãe que estava em pé com uma calça jeans bem apertada e diz:
-Deixe a gente ver tia?(falou olhando pra ela)
-Agora não.(mãe, impedindo-o que tocasse a sua xaninha, e saindo do quarto)
Júnior que estava sentado na beirada da cama, quase cai ao ouvir o "agora não" e eu que estava cheirando a calcinha( azul de algodão, era de tamanho médio, mas tinha um cheiro, tava molhadinha do xixi) levei um grande susto quando Lucas arranca ela da minha mão e indo para o banheiro dizendo ia bater punheta retornando depois com a calcinha cheia de esperma e dizendo:
-Vocês tem que me ajudar também, é só eu que digo as coisas.
-Deixe quieto, da próxima vez vou falar também.
Quando da umas 21 horas papai aparece no quarto dizendo:
-Já vamos, não tem hora pra voltar, cuidem bem da casa.
-Divirtam-se.(Júnior)
-Diga a tia Amanda que estamos chamando ela a qui.(Lucas falou isso para o meu pai)
Não demorando muito minha mãe chega e diz:
-Oi.(chegou com um copo de wisk)
-Ei tia, que horas vocês vão chegar? É que a calcinha só presta na hora.(Lucas)
-Não se preocupe não que quando chegar acordo só o Francisco.(na hora que ela fala isso eu estava no banheiro)
-E quando é que a gente vai poder ver?(apontando para a chaninha dela)
-Agora não, já disse.(falou e saiu)
Após algumas horas, brincamos com as meninas de esconde-esconde, assistimos tv e fomos dormir.
-Fran, Fran, Fran cheguei, vem aqui(minha mãe falou com um hálito forte de puro wisk e saiu na frente meio que tonta, fazendo silêncio para não acordar os meninos que dormiam no chão e eu fui seguindo ela)
Fomos caminhando até a cozinha:
-Onde está todos?(eu)
-Já estão dormindo, chegamos a umas meia hora.(eram umas 4 horas da manhã)
-Vim te dar a calcinha, já que foi o ganhador.(falava notavelmente embriagada e se segurando na mesa da cozinha)
-Esperei todos dormirem, como o Lucas disse: só presta na hora; agora se vira que tirar ela. (quando ela termina de falar isso quase tenho um infarto)
Não me virando,vejo ela de costas para mim tendo dificudades para tirar a calça(além de ela estar bêbada a calça era muito apertada), quando ela baixa um pouquinho a calça vejo uma calcinha vermelha dentro de sua bunda, e terminando de tirar a calça ela olha pra trás e diz:
-Tá olhando né?
Nisso ela começa a tirar a calcinha ainda de costa para mim, já estava para gozar nas calças, e quando vejo ela saindo de dentro do bumbum dela me melo todinho. Quando ela se abaixa para tirar toda a calcinha, vejo o seu bumbum se abrindo dando para ver o seu ânus cabeludo e quando ela se vira, fico paralisado ao ver a sua xana cabeluda, igual aquelas modelos que pousam para playboy e ela diz:
-Tá aqui a calcinha, do jeito que o Lucas disse.(fala me dando a calcinha)
-Vai cheira.
Quando pego aquela calcinha vermelha, pequena, com uns furinhos na parte da frente e o forro dela todo molhado, levo ela ao nariz, lambo ela toda e ela só observando e me interrompi dizendo:
-Tá boa, não conta isso pra ninguém, nem para os meninos.(fala isso já pegando sua calça do chão)
E me lembrando do que o Lucas havia falado, disse:
-Deixa eu pegar.(falo isso tentando pegar na sua xana e e la se afastando)
-Não, só ver mesmo.
-Por favor, não vou falar pra ninguém.(com aquela carinha de cachorro sem dono)
-Tá bom, não fala mesmo pra ninguém e é só por cima da calça.(fala isso vestindo a calça com dificuldades)

Nenhum comentário:

Postar um comentário